[Resenha] Calafrio - Os Lobos de Mercy Falls #1 - Maggie Stiefvater

Título: Calafrio 
Autor (a) : Maggie Stiefvater 
Editora: Agir Now
Data da Publicação: 2010
Número de Páginas: 340
Preço: Entre 18,00 e 25,00


Sinopse: 
" O frio. Grace passou anos a observar os lobos no bosque próximo à sua casa. Um deles, um belo lobo de olhos amarelos, a observa também. Ele parece familiar, mas ela não sabe por quê. O calor.
Sam vive duas vidas. Como lobo, ele é um companheiro silencioso da garota que ama. E, por um curto período a cada ano, ele é humano, nunca corajoso o bastante para falar com Grace… até agora. O calafrio. Para Grace e Sam, o amor sempre foi mantido a distância. Mas uma vez revelado, não pode ser negado. Sam precisa lutar para continuar humano, e Grace precisa lutar para ficar ao seu lado — mesmo que isso signifique enfrentar os traumas do passado, a fragilidade do presente e as impossibilidades do futuro. "
Fonte: Skoob


Crítica e Resumo:

Olha, sinceramente. Não sei por onde começar a falar desse livro MARAVILHOSO ! Tô in love eterno por essa saga, e ainda bem que já comprei os volumes seguintes caso contrário eu morreria de ansiedade.

Sam e Grace me conquistaram. Sério. Tô apaixonada por eles da mesma forma que me apaixonei por Anna e Charles de Lobos Não Choram. Todos os livros que possuem lobos e lobisomens eu me apaixono, mas enfim.

No caso de Os Lobos de Mercy Falls Grace é uma adolescente até então meio comum, não fosse pelo fato de que apesar de ter seus dois pais eles são tão desnaturados que ela praticamente se cria e outra coisa: ela é fascinada por lobos e chega até os compreender. Além disso, ela foi mordida por eles quando tinha seis anos, mas sobreviveu.

" Ali, ao lado da garota que me salvara, minha simples humanidade me parecia uma espécie de triunfo. "

Grace observa um lobo em especial. Um de olhos bem amarelos, e parece que ele a observa também. Até que um dia ela descobre de onde parecia conhecer seu lobo. Ele é Sam. Um lobisomem. Não é tão simples assim, galerinha. No frio Sam é lobo e no calor ele é Sam, apenas Sam. Ele é tão apaixonado por Grace quanto ela é por ele, mesmo sem o conhecer como humano e quando eles finalmente se encontram, ambos na mesma espécie, rs é fantástico. Eu diria amor à primeira vista, mas como eles já haviam se encontrado antes, né.


"Grace. Me agarrei a esse nome. Se eu o conservasse em mente, ficaria bem.
Grace.
Eu tremia, me debatia; minha pele se soltava de mim.
Grace.
Meus ossos se comprimiam, me apertavam, pressionavam meus músculos.
Grace."

Enfim, Grace passa a abrigar Sam no seu quarto, pois ele não podia ficar saindo muito devido ao tempo frio e como seus pais são malucos eles nem ligaram. Tudo seria flores não fosse por uma coisa: um cara da escola de Grace é mordido e supostamente morto pelos lobos de Mercy Falls. Jack é dado como morto até o momento que Grace o vê, na forma de lobo. Ela reconhece seus olhos, pois essa é a única característica humana que é mantida quando se torna lobo. Acontece que ele está desorientado, com raiva, sozinho e começa a causar problemas. As amigas de Grace, Rachel e Olívia nada sabem sobre Sam e sua condição, mas logo uma delas irá saber. Além disso, para ajudar Jack Grace terá de se aliar à irmã dele, Izabel, uma típica patricinha que gosta de fazer bullying. Os problemas não poderiam ficar piores, mas ficam. 


" Senti como se as coisas me escapassem. Eu tinha encontrado o paraíso e me agarrava a ele tão apertado quanto podia, mas ele se desfazia, um fio muito frágil escorregando entre meus dedos, fino demais para que eu pudesse segurá-lo."

Ao que parece esse é o último ano de Sam. Quando se é transformado em lobo seus anos como humano começam a diminuir, pois a cada transformação é como se seu corpo e mente perdessem a capacidade de ficar na forma humana mesmo em lugares muito quentes. Logo, eles possuem pouco tempo juntos e ainda precisam dedicar parte desse tempo para ajudar Jack e reencontrar Beck. 

" Pensei em me matar, mas o engraçado de ter um lobo dentro de você é que o suicídio não parece uma boa ideia. Já reparou que os animais não se matam de propósito? "

Beck é meio que um pai para Sam. Ele o mordeu , logo ele é o responsável por Sam ter essa vida, mas a vida anterior dele não era muito boa. Seus pais meio que o odiavam. Mas uma vez junto do bando de Beck Sam estudou, fez amigos e uma amiga: Shelby que não acha nada ruim ter que virar lobo no inverno e nem um pouco trágico ser lobo para sempre depois de um tempo. Então, o livro todo você fica naquela aflição e tristeza, pois sabe que em algum momento Sam irá virar lobo e não poderá voltar, aí você lê cada linha na esperança de ter uma esperança, de fato. Mas sem spoilers, terá de ler a última linha para saber o que acontece! E, colega. Quando você ler vai gritar como eu haha

Esse é bem um resumo da história, mas se você ler verá que tem muito mais coisa aí. A relação que Grace e Sam possuem é mágica. E Maggie descreve os fatos de uma forma que quando você para de ler o livro você precisa se beliscar para ter certeza de que está na sua cidade e não Mercy Falls. A narrativa é contada sob dois pontos de vista, o de Grace e o de Sam o que é bem interessante, pois você pode ver como cada um vê as coisas.

" Eu era um fantasma no bosque, silencioso, imóvel, frio. Eu era o inverno corporificado, a forma física do vento gélido. "

Gente, o livro é muito bom. Arrependo apenas de não ter lido antes, que bom que ganhei de aniversário do boy haha !!! 



2 comentários:

  1. Adorei a resenha, gosto de livros neste estilo e esse chamou muito a minha atenção :v

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gregorio. Fico feliz em saber que gostou. Acho que vai gostar muito do livro. Eu apaixonei a partir da primeira linha haha
      Obrigada pela visita! Beijos

      Excluir